De acordo com o despacho conjunto nº 1/2022, em anexo , a percentagem mínima de alimentação a utilizar na produção integrada está temporariamente suspensa, devido à situação de seca severa ou extrema que afeta a maioria do território português, aplicável, para já, aos territórios constantes do Despacho nº2768-A/2022.

De acordo com as normas de produção integrada, os produtores estão obrigados a uma percentagem mínima de alimentos a utilizar neste sistema, que é de 55% no primeiro ano, 65% no segundo e 75% no terceiro ano e nos seguintes.




10-03-2022

"Informar para Desenvolver + " Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática