A situação epidemiológica da Peste Suína Africana (PSA) na Europa continua a agravar-se devido à disseminação da doença a novas áreas livres, com elevado número de focos em suínos domésticos e em javalis.

De acordo com a Nota informativa n.º 1/2022/PSA, da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), em 2021 foram notificados na União Europeia (UE) 12.076 focos em javalis e 1.826 em suínos domésticos. Até 10 de Janeiro 2022, foram reportados 319 focos em javalis e 13 em explorações de suínos domésticos. 

De realçar que foi detectado o primeiro caso de PSA num javali selvagem encontrado morto em Ovada, na província de Alexandria no norte de Itália, seguindo-se de outras duas notificações na mesma zona. Também na Macedónia do Norte, as autoridades veterinárias notificaram pela primeira vez um foco de PSA em suínos domésticos, a 10 de Janeiro. 

Para além disso, no resto da UE a situação epidemiológica da PSA em javalis e nos suínos domésticos continua a agravar-se.

A DGAV solicita aos produtores, comerciantes, industriais, transportadores, caçadores, médicos veterinários e a quem lida com os efectivos de suínos e com as populações de javalis, para que sejam reforçadas as medidas preventivas referidas na Nota informativa n.º 1/2022/PSA.



17-01-2022

"Informar para Desenvolver + " Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática