O Decreto-lei que prevê a transferência de competência da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) para as autarquias, poderá por em risco a segurança alimentar, considera a Ordem dos Médicos Veterinários (OMV).

Jorge Cid, bastonário da OMV, em declarações à agência Lusa, disse que “As câmaras vão ficar com o poder de decidir em quase tudo, a Direcção Geral de Alimentação e Veterinária ficou com poderes muito reduzidos” e que “a maioria das autarquias nem sequer tem veterinários municipais” e, portanto “não estão preparadas” para assumir esta responsabilidade.

Alertam ainda para o perigo de “desmantelar um serviço que funcionava relativamente bem, o esquema era correcto e só não funcionava melhor por falta de meios”.

Por fim, a Ordem dos Médicos veterinários defende uma revisão do decreto-lei, para evitar problemas ou mesmo consequências dramáticas.



17-06-2019

"Melhorar a Informação, Promover o Futuro" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática