O Grupo de Trabalho de Acompanhamento da Sinistralidade com Veículos Agrícolas, criado em 2017 propõe várias medidas no sentido de reduzir a elevada taxa de sinistralidade com tractores agrícolas.

De entre essas medidas a implementar destaca-se a obrigatoriedade de todos os tractores terem arco de segurança ("arco de Santo António") para circularem na via pública, o que não sucede com 80 mil tractores.

Outras medidas em estudo pelo grupo de trabalho são a realização de inspecções periódicas, com recurso a centros de inspeção móveis, a criação de um regime sancionatório associado à imposição de montagem de avisador luminoso especial de cor amarela, a criação de incentivos à renovação do parque de tractores agrícolas, a fiscalização do mercado de venda em segunda mão visando sobretudo as máquinas importadas e não homologadas em Portugal.

Atendendo ao custo elevado da instalação do arco de segurança em tractores matriculados antes de Janeiro de 1993, o grupo de trabalho está a trabalhar com uma equipa italiana que tem um tipo de estrutura adaptada que pode ser produzida a muito baixo custo em oficinas de proximidade.



29-06-2018

"Informar para desenvolver" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática