Portugal negociou com a Comissão Europeia a reafectação de verbas do Portugal 2020.


Esta reprogramação, que já teve luz verde da Comissão Europeia, vai reafectar 2,4 mil milhões que se poderão traduzir em mais de sete mil milhões em investimentos, dos quais cinco mil milhões serão da responsabilidade das empresas.

A reprogramação do Portugal 2020 vai permitir a transferência de verbas para «áreas prioritárias para o desenvolvimento do país» incidindo em três sectores principais - as empresas, as pessoas e o território.

Ao nível das empresas, do Sistemas de Incentivos, são reafectados 632 milhões de euros, que vão ser mais alavancados com a banca.

A segunda grande prioridade é a aposta nas qualificações. Em causa está um reforço de 877 milhões de euros dirigidos à qualificação de jovens (350 milhões) de adultos, nomeadamente nos centros Qualifica (280 milhões de euros) e estágios e apoios à contratação (247 milhões). O território receberá 897 milhões de euros, que deverão alavancar um investimento total de 1,3 mil milhões.

Neste capítulo estão incluídos os metros de Lisboa, do Porto, a linha de Cascais e o sistema de mobilidade em Coimbra, projectos que vão receber um apoio dos fundos de 285 milhões de euros.




28-12-2018

Pesquisar

Subscrição de Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e fique informado sobre vários temas da sua área de interesse.

Nome:
Email:
"Informar para desenvolver" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática