Com o aparecimento, em Portugal em 2012, da doença hemorrágica viral (DHV) dos coelhos (RHDV2 ou GI.2), a DGAV em colaboração com outros parceiros do Projecto +Coelho, elaborou um Manual de Boas Práticas Sanitárias orientado para a recuperação do coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus) e da lebre (Lepus granatensis).


Uma vez que esta doença afectou todas a faixas etárias do coelho-bravo, provocando uma elevada morbilidade e mortalidade da espécie, tornou-se necessário adoptar uma nova estratégia que implementasse e reforçasse as medidas de controlo da doença, por forma a diminuir o seu impacto nas populações naturais de coelho.

O presente Manual tem como objectivo reunir informação simples e sistematizada sobre as medidas sanitárias recomendadas para a prevenção, redução da disseminação e controlo dos principais agentes patogénicos que afectam os leporídeos em Portugal, com enfâse para o coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus).

Pode consultar o manual aqui.




28-01-2019

"Melhorar a Informação, Promover o Futuro" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática