O Regime de inspecções obrigatórias para equipamentos de aplicação de produtos fitofarmacêuticos autorizados para uso profissional sofreu alterações no âmbito das isenções de inspecção.

Assim, cai a isenção da obrigatoriedade de inspecção dos equipamentos de pulverização manual (excepto equipamentos com barra de pulverização superior a 3 metros) e dos equipamentos que não se destinavam à aplicação por pulverização. 

Agora, a isenção aplica-se apenas aos pulverizadores de dorso de aplicação manual.

Para mais informação consultar: Decreto-lei n.º 86/2010, 15 de Julho


12-10-2020

"Melhorar a Informação, Promover o Futuro" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática