A gestão da floresta vai ter medidas fiscais mais favoráveis.


O Conselho de Ministros aprovou no passado dia 22 de Novembro, uma resolução que legitima o relatório de diagnóstico elaborado pelo grupo de trabalho que, entre Junho e Outubro do presente ano, procedeu a uma reflexão sobre a caracterização da floresta em Portugal e analisou os actuais benefícios e incentivos fiscais ao investimento no sector florestal.

Entre as medidas de actuação propostas incluem-se medidas de natureza fiscal de incentivo à gestão activa da propriedade rústica, medidas que visam o conhecimento sobre a localização, limites e titularidade dos prédios rústicos e mistos, e sobre os prédios sem dono conhecido, ou que visam o redimensionamento da propriedade rústica.

O Executivo propõe ainda medidas de financiamento que promovam o ordenamento agro-florestal e a remuneração dos proprietários florestais por serviços ambientais prestados.




26-12-2018

Pesquisar

Subscrição de Newsletter
Subscreva a nossa newsletter e fique informado sobre vários temas da sua área de interesse.

Nome:
Email:
"Melhorar a Informação, Promover o Futuro" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática